Uma Aventura no Alto Mar, de Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada


Mais uma vez, Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada estão de volta com a... 50.ª aventura!
Tenho a colecção toda, e sou um fiel seguidor das aventuras das gémeas Luísa e Teresa, Pedro, Chico, João e, claro, Faial e Caracol! Momentos de leitura agradável e emocionante, que delicia muitos jovens! Não esperei, fui logo comprar!
Compreendo que estes livros não sejam, para alguns, os melhores! Há quem não goste porque acham demasiado óbvios, ou demasiado fictícios (uma vez que os amigos safam-se sempre à última da hora). Bem, compreendo, mas acaba por ser isso que torna a leitura tão boa, tão interessante! São aventuras que toda a gente gosta, aventuras que, para mim, são um autêntico prazer (e um descanso para livros mais pesados...).

Neste livro, é verdade que os nossos heróis safam-se sempre à última da hora, o que não impediu-o de ser um dos melhores da colecção (são todos bons, mas...)!
Os amigos passam as curtas férias num campo de jovens. Sozinhos, decidem explorar a zona e acabam por ir andar de barco. Uma vez arrastados pela corrente, vêem-se em alto mar, sem ninguém para os ajudar e demasiado longe da costa! Felizmente, um barco resgata-os... Mas esse barco não é um barco qualquer e sos seus salvadores só vão piorar as suas vidas...
Empolgante, uma aventura que deve ser lida e apreciada. Fácil simples, este livros baseiam-se muito na acção e a descrição é sempre simples. Com as ilustrações de Arlindo Fagundes a acompanhar a leitura, gostei imenso desta viagem a... pois, agora é que é, parte deste livro é passada na... Pois, parece que está na moda... xD: Antárctida!
Os nossos amigos vão, no meio da sua embrulhada, parar à Antárctida! Não vou dizer muito mais, uma vez que o meu objectivo é dar a conhecer o livro e não contar toda a sua história... =D Ah, só mais uma coisita, que provavelmente alguns não gostarão de saber: o Faial e o Caracol ficam em terra, e nunca aparecem na história =( Desta vez, os animais parecem que não existem (o que não tira a qualidade do livro!).
No fim do livro, o habitual "O que é real nesta aventura?" dá-nos a conhecer, em algumas páginas, a Antárctida, a vida nesse "fim do mundo" e a razão da escolha do local da aventura.

Aconselho, muito bom! Fiquei muito feliz pelo novo volume e por a aventura ser original. Dos melhores, para mim, uma vez que me pareceu tão fresco!

10 comentários:

Canochinha disse...

Que boas recordações que esta série me traz... É bom saber que as aventuras continuam tão interessantes como sempre :)

Cristina disse...

Gostava bastante dos livros delas na minha juventude e, pessoalmente, estava (e estou) muito tentada em comprar esta 50ª aventura.

Acho que o facto de ter havido uma pausa fez com que a série se auto-renovasse, o que só por si empolga os leitores. Há sempre aquele desejo de sabermos se as autoras se conseguíram actualizar e, a julgar pela tua opinião, sim. É bom sabê-lo.

Espero vir a lê-lo dentro de algum tempo. Nunca é tarde para voltarmos à nossa adolescência.

anaaaatchim! disse...

Claro que o vou comprar... só me falta esse e o 49, para ter a colecção completa...

Mas olha que parte da tua descrição parece do "Uma Aventura no Deserto"...

Enfim... é muito dificil escrever 50 livros, e não cair em situações muito identicas a outras que já se escreveram :/

Pedro disse...

Cristina,
aconselho a compra e, tal como tu dizes, é sempre bom voltar à adolescência...
E sim, acho que as autoras regressaram num volume empolgante, engraçado e, acima de tudo, agradável de ler. Achei o livro leve e diferente, algo que todos podem ler por prazer e... "descanso" dos GRANDES livros, literalmente.

Anaaaatchim,
bem, se não os comprares antes, podes aproveitar a Feira do Livro de Lisboa que (esperemos) estará aberta dentro de um mês. As autoras costumam estar lá a autografar os seus livros, e por isso mesmo metade da minha colecção está autografada! =D
É verdade que 50 livros são demasiada originalidade gasta, mas "Uma Aventura no Alto Mar" consegue ser um pouco diferente e não o comparo a "Uma Aventura no Deserto". São diferentes, acredita, e por isso aconselho!

Um grande abraço

Clara disse...

50.ª aventura?!
Sabias que eu nunca li um livro desta colecção? Bem comecei, mas quando dava por mim, já tinha mudado para outro livro. Agora, devorei as colecções inteirinhas dos Cinco e dos Sete de Enid Blyton.

Beijinhos

Livros em 2ª Mão disse...

Desta colecção cheguei até ao 40º livro, depois parei. E neste Natal desfiz-me de todos os livros que tinha dessa colecção...
Apesar de ter lido tantas Aventuras, confesso que os meus preferidos eram os do Triângulo Jota. No entanto, foram tempos bem passados :)

anaaaatchim! disse...

Clara, só te posso gabar o gosto :) Sabes que Enid escreveu muito mais do que os Cinco e os Sete? Dá uma olhadela no site misteriojuvenil.com (desculpa a "pub" pedro...)
Para além de todas as colecções de Blyton, e ainda dentro das colecções juvenis, não posso deixar de referir os livros da "Patrícia" - sou verdadeira fã!!

beta disse...

Eu li os Cinco, os Sete, a Patricia, Uma Aventura... :) Enfim, li na idade certa e sou capaz de ler tudo novamente :)

Boa escolha Pedro.

Beijinho

Clara disse...

Anaaatchim,
obrigada pela dica! Eu também gostei da Patricia (era mais velhinha).

Beijinhos.

Pedro disse...

Clara,
também cheguei a ler Os Cinco todos, e gostei imenso! Foram leituras fascinantes, também aconselho! =)
Entretanto, talvez possas relerUma Aventura lendo este livro...

Livros em 2.ª mão,
o Triângulo Jota também é das minhas colecções preferidas, equipara Uma Aventura e consegue ser super excitante, e tenho muita pena de não possuir todos os livros. Espero vir a adquiri-los em breve! ;)

Anaaaatchim,
não peças desculpa. Aliás, tens todo o direito, uma vez que o espaço para os comentários é como um fórum onde devemos dar opiniões, discutir e participar! Obrigado =)

Beta,
é, de facto, uma boa escolha.
Já agora, o facto de teres lido na idade certa é importante!

Um grande abraço